12 de outubro de 2015

Um Ano de Yoga


Yoga
  •  yuj - controlar, preparar, unir... 1
  • Técnica de ginástica de origem oriental que incluí exercícios mentais e físicos baseados na respiração. 2

Para mim, yoga é o equilíbrio do corpo com a mente. É uma filosofia que defende o estatuto holístico do ser humano e nos dá mandamentos a seguir (não roubar, não mentir, não praticar violência, auto-superação...). A nível da prática física o objectivo é atingir um estado de concentração suprema em cada asana (postura).

Em Outubro de 2014 iniciei esta prática, que há muito permanecia na minha lista de ano novo. Nunca fui dada a desporto. Bem, isto é um eufemismo! Sempre odiei desporto! Nunca tive boa coordenação motora, a desmotivação não providenciava resistência física e tinha "comichões" que derivavam da normal corrente sanguínea mais acelerada. Só nadar me servia, até que ganhei coragem e apareci no Studio Namasté! Já tinha experimentado uma aula de yoga um ano e meio antes e feito algumas sessões em casa, com a ajuda do Youtube. Mas agora era a sério, ia-me inscrever e fazer de algo pontual uma prática, no mínimo, semanal. 

A minha curiosidade vinha sobretudo porque pensava que yoga era algo para ser levado com calma, sem stress de competição ou de deixar ficar mal uma equipa/grupo. Tudo verdade. Cada um trabalha ao seu ritmo e conforme as suas capacidades, mas não é fácil nem parado, como os não praticantes pensam sempre. Em termos desportivos o yoga une todas as componentes necessárias à manutenção do corpo humano: equilíbrio, força, flexibilidade. E desta união resulta a tal resistência física. Não corremos mas temos objectivos, não competimos com os restantes praticantes na sala, mas sim connosco mesmos, não suamos... sim suamos! Para além desta componente física tem ainda a componente mental que se baseia em meditação e equilíbrio emocional.

Christy Turlington para a Vogue
Os mitos em relação à prática de yoga fazem sempre parte das descrições dos praticantes, pelo menos no que tenho lido e ouvido. No meu caso, recebo sempre surpresa quando digo que vou para a aula de yoga. Por um lado queria que os meus amigos me achassem suficientemente zen para ter esse tipo de aulas, por outro preferia que não estranhassem tanto a existência da modalidade. Quando falo de amigos quero mesmo referir-me a homens, pois são eles quem mais questiona e tem preconceitos. Muito deste tabu vem da componente mental que se tornou numa caricatura do yoga: alguém sentado de pernas cruzadas a sussurrar OM. O desconhecido provoca quase sempre receio, o receio gera preconceito... Por isso adoraria ver mais praticantes (homens e mulheres) nas aulas, para que provem a si mesmos que afinal estavam a imaginar algo errado. O desporto está na moda e nem todos podemos/ queremos ser runners ou fazer zumba. Sim, a Moda, em forma de tendência, também se encontra nas práticas desportivas. Não há coincidência alguma no facto de em 1970 Veruschka ter como mestre Swami Satchidananda, na década de 90 Christy Turlington ter sido porta estandarte do yoga e em 2010 super modelos como Gisele Bundchen, Miranda Kerr ou Karlie Kloss divulgarem fotos dos seus asanas através das redes sociais.  A preocupação com a saúde física e mental parece ter crescido nestas décadas.

Passado um ano ainda não consigo fazer correctamente a grande maioria das posturas e algumas não consigo fazer de todo. É um caminho longo que se faz com treino e persistência. Por enquanto noto diferenças tão simples como conseguir coçar e colocar creme numa maior área das costas! A nível psicológico, nas alturas em que praticava mais regularmente meditação, consegui ter experiências únicas, que antes achava impossíveis, e saio sempre das aulas de yoga com mais energia. Pequenas conquistas são a chave para este crescimento e eu começo-me a considerar uma yogini. O próximo passo será fazer um retiro de  fim-de-semana.

Para além das modelos e da Talia, passem por algumas páginas que sigo:

1- Wikipédia
2- Dicionário Universal da Língua Portuguesa, Texto Editora

1 comentário:

  1. Retiro de fim-de-semana... Isto sim acho surpreendente vindo de ti mas #superapoio. Toda a gente tem/precisa dos seus retiros ;)

    ResponderEliminar