12 de abril de 2017

Super Beauty


 Fotografia de May Lin le Goff

Já não há nenhum tabu em assumir a preferência por marcas de supermercado, pelo contrário, temos uma certa vaidade em falar dos nossos achados de beleza enquanto comprávamos leite, pão e ovos. Não falo da L'Oréal, Rimmel, Inocos, Maybelline, mas sim de marcas brancas.

Se o grupo Continente foi o primeiro a saborear o sucesso com gama de cosmética (My Label) e a desenvolver o conceito de parafarmácia, hoje são o Lidl e o Minipreço quem tem os produtos mais apelativos. No último ano o re-branding neste sector tem chamado a atenção da mulherada, pois o packaging conta sempre imenso na altura de escolher um produto. Quem ganha é a Bonté, do Minipreço, com padrões actuais e femininos nas suas caixas, dispensadores e garrafinhas. Atrás vem a Cien, do Lidl,  onde as ilustrações de plantas cativam o olhar e fazem-nos acreditar que aquelas fórmulas são opções saudáveis e naturais para a nossa pele, em artigos de edição limitada. O grupo alemão acaba também de renovar a imagem, usando o rosto da Andreia Rodrigues como exemplo dos efeitos milagrosos dos seus cremes hidratantes e anti rugas. Estes já foram considerados os melhores do mercado, lado a lado com marcas premium.


Creme Anti Rugas Cien
Enrolador de Pestanas da My Label
 

Podemos encontrar de tudo nestes supermercados: batons, sombras, vernizes, lipgloss, cremes anti rugas de caviar, séruns de dia e noite, óleos anti celulite, máscaras em tecido, águas micelares... Acabamos, então, por experimentar mais artigos, que nunca pensaríamos necessitar. Por um lado consumimos mais, por outro, arriscamos e conhecemos novas formas de cuidar de nós. 



Sem comentários:

Enviar um comentário