23 de outubro de 2015

The Winter is Coming #4



Não são os bonés de Lanvin que me fazem querer adoptar mais uma personalidade estilística. São as boinas à la parisienne! Dos chapéus mais clássicos, fazem um retorno às nossas cabeças após muitas temporadas de fedoras. Também em Desigual, Fay, Margiela, Luisa Beccaria...




Este deve ser o acessório mais cool e mais fácil de fazer em casa deste Inverno! A estética leva-me directamente para uns anos 90 tardios. Lembro-me de camisolas que tinham nas costas tiras para dar este efeito de lenço/ gargantilha/ cachecol/ gola alta. Também em Ohne Titel, Felder Felder, Sharon Wauchob, Gabrielle Colangelo, Mischa Nonoo, Emilio Pucci e em Anthony Vacarello no Inverno passado.




Das tendências mais românticas e que remetem à estética retro. Gucci e Dries Van Noten quase que se confundem na utilização de flores grandes e envelhecidas.






Aqui repito a Lanvin (também presente aqui) pelo simples facto de a-d-o-r-a-r estes colares com quartzo e porque não encontro muitas provas para esta tendência. Como sou fã de pedras (e não plástico a tentar parecer) tive de incluir as jóias Lanvin e acrescentar este colar Tory Burch lindo também. Mas os mais atentos sabem que os cristais são tendência desta estação, da passada e da próxima!



  

Após estações de mix and match, de minimal e normcore, os conjuntos de jóias voltam aos nossos baús. Brincos e colar a combinar e até mesmo piercings se juntam à gama, como em Givenchy




Eu disse que os anos 2000 estavam de volta! Lembro-me tão bem de no final da minha adolescência ter uma colecção de alfinetes, que se foram partindo ou perdendo... Estes acessórios foram o mais repetido come back deste Inverno, presentes também em John Galliano, Marc by Marc Jacobs, Louis Vuitton para homem, Prada, Balenciaga... Os meus favoritos são os minimais, em resina, da Calvin Klein




Não, não é batota, os bolsos contam como malas, pelo menos nesta escala! Já brinquei com este elemento e valorizo ver este nível de arrumação num casaco, principalmente para eles, que nos pedem sempre para guardar os seus pertences nas nossas bolsas...





Sinceramente acho que 90% das colecções Outono 2015 tinham uma ou outra mala de mão. As tipologias são tantas que o difícil é escolher, desde as tote bags, como em Dolce and Gabbana às clássicas e com monograma em Louis Vuitton. A aplicação de pêlo foi factor comum a muitas marcas, tal como a aparência vintage em formas e materiais. Vimos handbags com formatos divertidos em Moschino, onde as modelos levavam latas de spray e rádios pela mão e em Thom Browne, onde as opções para homem se tornaram super originais!




A necessidade de dismistificar o uso de malas masculinas é urgente! Como disse acima, já chega de nos pedirem para guardar carteira, chaves de casa, do carro, etc... As opções vão desde mochilas a sacos de mão. Esta última opção é elegante e versátil.  Para os mais originais, as opções de Kenzo são lindas!





Depois dos cintos começam a vir as malas cruzadas no peito. Tenho tantos esboços de modelos assim que me arrependo de não ter produzido um ou outro antes de rebentarem nas grandes semanas de Moda. A opção que mais gosto é Marni, porque é a mais semelhante aos modelos dos anos 2000!





Dentro das malas de mão, mas rígidas, mais pequenas e femininas estão as clutches e, sem dúvida, as caixinhas de maquilhagem em Louis Vuitton! São autênticos objectos de desejo que nos remetem aos contos da infância. Também em Olympia Le Tan, Valentino, Mary Katrantzou...





Pegar e fugir! É a sensação que estas imagens dão. Adoro a carga conceptual que carregar uma mala assim comporta. No Pinterest tenho uma colecção de imagens de mulheres a carregarem fardos de plantas e flores... Acho que tenho de fazer um novo álbum.




Os sapatos rasos de qualquer Barbie deviam ser assim! Futurismo e Retro em boas doses são os ingredientes destes pares. Tanto nos parecem algo fresco e novo como pertencentes às memórias antigas.




Depois de Marques ' Almeida ter desenvolvido sapatilhas com pêlo no Outono 2014, juntam-se Gucci, Tibi, Margiela, Aquazzura, Salvatore Ferragamo... Parece que andar com monstrinhos nos pés agora é tendência e o modelo de slip-ons da Gucci é das peças mais queridas.




Elegi três acessórios que adorava ter devido à originalidade e versatilidade. A mala Lemaire. é a peça mais ousada mas também a que mais gostava de ter. Não encontro à venda, mesmo se a pudesse pagar... As pulseiras são um elemento que não costumo usar... mas estas... estas dão-me vontade de ser Ganesha!

Sem comentários:

Enviar um comentário