26 de dezembro de 2015

Um Pouco de Luz

Quando trabalho em vestuário masculino sinto-me presa nas regras do aceitável, é muito mais difícil desenhar, fazer stylling ou shopping para homem do que para mulher. Facilmente se repetem fórmulas e vemos tantos homens de uniforme. Com o vestuário feminino temos mais posibilidades e podemos ser mais criativos. Isto deve-se aos longos séculos em que a figura da mulher era de segundo plano e a evolução das suas vestes mais contida, enquanto que a figura masculina era apanágio de vaidade e arabescos. Este sistema reverteu-se e hoje em dia um indivíduo que se apresente mais fora da caixa é alvo de preconceitos. Sou apologista de uma Moda lúdica e de igualdade, por isso aceito desde saias a chapéus, padrões, bordados e brocados. Hoje é nestes últimos pontos que me foco. Com inspiração japonesa ou italiana, trazem um pouco mais de luz e diversão às tendências de moda masculina e (porque não?) são uma excelente opção para uma passagem de ano mais sofisticada.






Sem comentários:

Enviar um comentário