16 de janeiro de 2016

Comprei um Fato...

 ... e vou usá-lo desconstruído, com Blazer para um lado e Calças para o outro. Acho a ideia divertida: misturar desportivo, casual e clássico. Aprendi, com um professor de desenho, que nos constrastes é que está o impacto visual e tento sempre pôr estas normas em prática!


Um body justo e confortável pode ser o abraço ideal num dia de Inverno. Tenho um perfeito, com decote nas costas, da H&M, mas este é Maison Martin Margiela. O Pintassilgo é daqueles its da literatura que me gera muita curiosidade e talvez seja o próximo na prateleira. Os sapatos/sapatilhas Aldo foram uma excelente aquisição da black friday, um tiro no escuro porque não sabia se me conseguia adaptar a estas naves espaciais... são confortáveis e fazem o look. Num pensamento romantizado, de lareira acesa e body coleante, coloca-se um enorme cardigan, este é H&M. O perfume Narciso Eau de Toilette faz a continuação deste imaginário feminino-moderno-noir.




E agora, o blazer! Sim, eu sei que esta fórmula com jeans, estes são Topshop, já é mais que comum mas adoro ver a ganga com a risca de giz do casaco. Não aprovo blazers com vestidos ou saias. Não gosto de ver e faz-me muito lembrar um lugar cativo num mau parque de estacionamento do estilo em 2003. A t-shirt é Comme des Garçons, a carteira Manjerica e as botas Weekend Barber, duas marcas portuguesas lindas. Brincos Bimba y Lola estão em saldos!



E juntar as duas peças? Talvez hoje em dia, com todos a quererem marcar uma posição, esta seja a derradeira combinação! A inspiração masculina prolonga-se na Camisa mas estanca-se nos pés, com estes Ténis Ann Demeulester-Sonho. Embora não possa deixar de sublinhar como sou fã do perfume Valentino para homem, o Valentino Donna rouba-lhe umas notas açucaradas e torna-se absolutamente feminino e quente, muito diferente do Valentina. A finalizar temos a belt-bag Parfois com muita pinta risca!

2 comentários: